Globo de Ouro 2016: Tapete vermelho é negócio, mas é legal!

A forte relação entre moda e cinema se sustenta pelos figurinos elaborados para as personagens dos filmes, que muitas vezes transcendem a ficção e lançam o próprio ator ou atriz ao status de referência de estilo. Outra ligação se faz pelo tradicional desfile do tapete vermelho das premiações. Todo o seu glamour funciona como uma propaganda perfeita e ótima oportunidade de negócios para as grandes grifes, para as próprias celebridades e para os profissionais do mundo fashion, como maquiadores, cabeleireiros e stylists. Além disso, é inspiração para as marcas de moda festa mais acessíveis e para os consumidores comuns, como eu e você.

Sobre tais negócios, inclusive, muito tem se falado sobre a autonomia das escolhas das celebridades. É sabido que algumas tem contrato prévio com as marcas, o que restringe suas opções aos modelos que a marca disponibilizar. Outras, não possuem contrato, mas fazem parceria exclusivamente para a noite da premiação, muitas vezes recebendo valores estratosféricos, como pode ser lido em matéria do ano passado do site Business Insider, que foi comentada pelo portal FFW recentemente. Há também aquelas que deixam o trabalho todo a cargo de seus stylists, que segundo o blog Fashionismo, podem até receber “por fora” para escolher determinadas peças, sem que sua cliente esteja completamente ciente dessa transação.

Mas, na minha opinião, nada disso tira a legitimidade do espetáculo. Todos sabemos que moda é mercado e glamour também, ambos com seu lado B. No entanto, isso não nos impede de usar as imagens de moda e glamour de forma consciente como inspiração para o nosso dia-a-dia. E é bom lembrar que nem todas as atrizes seguem tais “esquemas”. Bryce Dallas Howard, por exemplo, revelou ter comprado ela mesma sua peça Jenny Packham na loja de departamentos Neiman Marcus, usada no Globo de Ouro. “Eu gosto de poder escolher entre diferentes modelos de vestido no meu tamanho, em vez de ter que me contentar com apenas uma opção, portanto eu sempre vou para as lojas de departamento escolher o meu vestido”, foi o que ela disse em entrevista ao canal E!, no próprio evento. Nem por isso deixou de se vestir bem, sendo escolhida como uma das melhores por diversos veículos.

bryce-dallas-howard
Bryce Dallas Howard, linda por ela mesma 😉

Dito isso, a nova temporada de premiações foi oficialmente aberta no último domingo, dia 10, com a edição de número 73 do Globo de Ouro. As minhas escolhas de melhores produções (considerando todo o styling e não somente a roupa) foram: Rosie Huntington-Whiteley, Cate Blanchett, Jaimie Alexander, Jennifer Lawrence e  Laverne Cox.

Rosie, atriz de “Mad Max”, vestiu Atelier Versace. Como sempre, não precisa de muito para ficar linda. É sempre uma visão de beleza.

rosie
Rosie Huntington-Whiteley, de Atelier Versace

No quesito inovação, os tapetes vermelhos do cinema não são uma referência, já que seu caráter comercial não permite grandes experimentações. Quem mais chegou perto de algo inovador foi Cate Blanchett, indicada ao prêmio de melhor atriz de drama por “Carol”. Dentre as muitas informações da peça Givenchy exótica, o que mais chamou a atenção foram as muitas franjas longas de seda dando movimento e brilho acetinado natural. Destaque também para seu penteado, um falso curto lateral (tendência absoluta) polido e elegante.

cateblanchett
Cate Blanchett, de Givenchy
Cate Blanchett
Cate Blanchett

Jaimie Alexander, atriz belíssima da série “Blindspot”, estava com o melhor dos poucos estampados da noite. A marca, Genny, ainda é desconhecida por aqui.

.Jamie-Alexander
Jaimie Alexander

Jennifer Lawrence  foi vencedora do prêmio de melhor atriz de comédia pelo filme “Joy”. Ela usava vestido Dior, de tecido estruturado e recortes que modernizaram o seu estilo clássico. É intenção da marca, que tem contrato com a Jennifer, ampliar a influência dela para mulheres de outras faixas etárias e não somente para o público jovem, como vem acontecendo. Destaque para o colar Chopard poderosíssimo  que deu o toque de sofisticação necessário ao modelo minimalista do seu vestido.

jen
Jennifer Lawrence, de Dior

Laverne Cox, atriz da famosa série “Orange is The New Black”, escolheu o branco, que há tempos vem sendo a cor queridinha dos tapetes vermelhos. Esse modelo é da marca Elizabeth Kennedy, muito bem acompanhado por jóias Lorraine Schwartz e beleza digna de nota e tutorial em sites especializados.

laverne-cox
Laverne Cox, de Elizabeth Kennedy
laverne
Laverne Cox

Em contrapartida, não posso deixar de mostrar os piores looks, que foram de Emilia Clarke, Regina King e Zoe Kazan. Emilia é sempre muito aguardada nos eventos por ser a atriz que dá vida à Daenerys de “Game of Thrones”. Mas sua aparição decepcionou. O vestido Valentino preto, de gola fechada e capa, acabou por deixá-la com visual pesado, o que nada combina com sua personalidade.

Emilia-Clarke
Emilia Clarke, de Valentino

Regina King, atriz da série “American Crime”, usou vestido da marca Krikor Jabotian. Um ótimo exemplo de mal uso da informação de moda. Brilho, capa e fenda frontal são tendências, mas não estão elegantes nessa peça.

regina-king
Regina King, de Krikor Jabotian

Zoe Kazan é musa alternativa, mas seu look a apagou completamente. A marca? Miu Miu. Merecia um melhor trabalho de styling. Ou será que a culpa é mesmo toda do vestido?

zoekazan
Zoe Kazan, de Miu Miu

Já os  homens, são muitas vezes esquecidos no tapete vermelho porque estão quase sempre de smoking, com poucas variações. No entanto, percebi alguns detalhes interessantes. Bryan Cranston foi indicado ao prêmio de melhor ator de drama, pelo filme “Trumbo: Lista Negra” e vestia smoking Givenchy. Sua lapela tem design diferenciado, que deu textura ao conjunto todo preto.

bryan
Bryan Cranston, de Givenchy

Eddie Redmayne, indicado a melhor ator de drama por “A Garota Dinamarquesa”, usava smoking azul de jacquard da marca Gucci.

eddie
Eddie Redmayne, de Gucci

E um tanto controversos foram os ternos de veludo dos atores Dwayne Johnson e Jason Statham. Statham, no entanto, me agradou. Até porque seu terno era marrom e fez bela combinação com sua noiva Rosie, minha favorita da noite.

velvetinmans
Dwayne Johnson e Jason Statham
NBC's "73rd Annual Golden Globe Awards" - Red Carpet Arrivals
Rosie Huntington-Whiteley e Jason Statham

Como tendências para a moda festa, destaco em primeiro lugar as capas, tanto curtas quanto longas, dão um efeito mais dramático e poderoso. Também os decotes no colo, principalmente em formato V, foram os queridinhos, pois eles valorizam essa área do corpo e são democráticos. Lembrando que os muito profundos, devem ser usados somente por quem tem seios pequenos, para não passar uma imagem vulgar.

Outra tendência é o brilho da cabeça aos pés. E o bolso do tipo faca, nas saias dos vestidos, é algo que vem sendo usado há algum tempo e continua forte. Os novos plissados dão uma cara moderna a também forte tendência romântica. Por fim, para deixar um pouco de pele à mostra, recortes estratégicos foram os escolhidos.

As cores que prevaleceram foram o branco e o azul marinho, o amarelo quase mostarda e o rosa pastel. O rosa pastel, inclusive, foi escolhido pela Pantone como uma das cores oficiais de 2016. Abaixo alguns bons exemplos de tudo isso que destaquei:

US-ENTERTAINMENT-GOLDEN-GLOBE-ARRIVALS
Jada Pinkett Smith, de Versace – capa fluida
Jennifer-Lopez
Jennifer Lopez, de Giambatistta Valli. Eu tiraria o colar   – capa e amarelo
jenna
Jenna Dewan-Tatum, de Zuhair Murad- decote V e azul marinho
Kate-Bosworth
Kate Bosworth, de Dolce e Gabbana – brilho e rosa
73rd Annual Golden Globe Awards - Arrivals
Amy Schumer, indicada a melhor atriz de comédia ou musical por “Descompensada”, vestindo Prabal Gurund – bolsos
Alicia-Vikander
Alicia Vikander, indicada a dois prêmios: melhor atriz de drama por “A Garota Dinamarquesa” e melhor atriz coadjuvante por “EX-Machina”, vestindo Louis Vuitton – plissado e branco
brie-larson3
Brie Larson, ganhadora do prêmio de melhor atriz dramática pelo filme “O Quarto de Jack”, vestindo Calvin Klein – recortes e brilho

Outros modelos, dignos de nota:

caitriona
Caitriona Balfe, indicada a melhor atriz em série dramática por “Outlander”, vestindo Alexander McQueen  – modelo que remete lingerie, tendência quente dos desfiles internacionais
kate-hudson
Kate Hudson, de Michael Kors Collection – rosinha anos 90
kate-hudson-golden-globes
Kate Hudson – Enganava não só a mamãe, mas todo mundo com esse modelo de frente três peças e de costas peça única.
portia-doubleday
Portia Doubleday, atriz da série “Mr. Robot”, que ganhou o prêmio de melhor série de drama, usando Naeem Khan – o metálico perfeito
rooney-mara
Rooney Mara, indicada a melhor atriz de drama por “Carol”, vestindo ALexander McQueen – gótica suave ou como ser uma romântica nada óbvia
rooney-mara-beauty
Rooney Mara – uma das melhores maquiagens
rooney-mara-hair
Rooney Mara – E um dos melhores penteados
taylor-schilling
Taylor Schilling, atriz da série “Orange is The New Black”, vestindo Takoon – vestido não é a única opção, viu? 😉

E assim, termino minha cobertura do Globo de Ouro 2016, inspiradíssima para os meus próximos looks de casamento, formatura… Que são os nossos “tapetes vermelhos”! Espero que você também! Agora aguardo o Oscar e seus comentários. Até mais! =)

Anúncios